História do Bengal

Na década de 1980 Jean Mill em sua segunda tentativa, deu inicio a Raça de Gatos bengals, resultado do cruzamento do  felino selvagem, conhecido como Gato Leopardo asiático  Chamado de ALC, com gatos de raça pintados, nascia a raça de gatos bengal. 

Segundo relatos em seu extinto website, não foi fácil, teve vários desafios genéticos  pois nem todo  ALC cruzava com as fêmeas domesticas e levou alguns anos para descobrir que os bengals machos F2 são inférteis, que alguns machos F3 são férteis e que a partir do F4 a maioria dos machos são férteis, mas  também existem exceções.  

Outro grande desafio foi fazer o seu cruzamento ser aceito como raça, porque  os criadores de gatos manchados tradicionais, ficaram preocupados com o surgimento do bengal.

Nos primeiros cruzamentos foram usados Abissínios, Ocicat, Mau Egipicio  American short Hair e um Mau Indiano.

Se voltarmos pra traz em todos os pedigrees de bengal no Mundo Chegaremos aos gatos Millwood.

Como  Jean Mill havia dito quando se aposentou da criação, a Raça iria evoluir muito, e vem evoluindo até os dias de hoje. O bengal é uma raça muito nova tem pouco mais de 4 décadas e vai evoluir muito ainda. 

Ao longo do tempo e cruzamento criterioso, os criadores vieram selecionando características desejáveis, oque faz do bengal um gato simplesmente Espetacular! 

No Brasil a Raça ainda é pouco difundida , existe a apenas duas décadas, mas já faz grande sucesso.

©2022 Gatil Dsabre, Especializado na criação de gato bengals há mais de 10 anos

  • Instagram
  • whatsapp